Se conecte conosco

Política

Despacho de Juiz revela entrave eleitoral em Ouro Fino

Publicado

em

O Juiz Eleitoral de Ouro Fino, João Cláudio Teodoro, despachou ontem (24) uma ação de investigação ajuizada por Marcos Silva de Menezes, o Bilo, do partido Solidariedade contra o partido PSC.  O qual relata, em síntese, fraude na campanha eleitoral praticada pela agremiação partidária que consiste em candidatura fictícia por meio do registro de candidatura da Sra. Aurélia Doriset Fonseca Morenghi (sem o seu conhecimento e contra sua vontade) apenas com o propósito de cumprir os requisitos exigidos. A lei prevê a cota de gênero para o preenchimento das vagas nas eleições proporcionais de no mínimo 30% e no máximo 70% de cada sexo.

Alega ainda que não fosse a fraude praticada pelo PSC – Ouro Fino, o partido SOLIDARIEDADE – Ouro Fino, ao qual Bilo é filiado, conseguiria no pleito a quantidade necessária de votos para uma vaga na Câmara de Vereadores.

A investigação inicial anexou documentos, dentre eles declaração pública firmada em Cartório pela candidata Sra. Aurélia Doriset Fonseca Morenghi afirmando que não autorizou, entregou documentos, solicitou sua candidatura ou participou de reuniões do partido, bem como que não fez campanha e obteve 0 (zero) votos.

Bilo requereu a suspensão da diplomação do candidato a vereador pelo PSC, Marco Antônio da Silva (Marquinho Eletricista), Marcos Silva de Menezes (Bilo), primeiro colocado do partido Solidariedade.

O Presidente do PSC em Ouro Fino, Rafael Silva, disse que já tomou conhecimento do caso e vai se pronunciar após apresentar a defesa.

ASSIM, DETERMINOU O JUIZ:

a) a notificação do partido investigado para a apresentação de defesa no prazo de 05 (cinco) dias, devendo no mesmo prazo apresentar em cartório os documentos originais comprobatórios da autorização do pedido de registro de candidatura devidamente assinados pela candidata Aurélia Doriset Fonseca Morenghi.

b) que seja incluída como parte interessada, a candidata Aurélia Doriset Fonseca Morenghi e que seja ela intimada a se manifestar nos autos sobre os fatos alegados pelo requerente no prazo de 05 (cinco) dias.

c) que o Cartório Eleitoral certifique nos autos se a candidata Aurélia Doriset Fonseca Morenghi votou e qual a quantidade de votos obtido por ela nas urnas.

Reportagem: André Salgueiro

Continuar lendo
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2020 Jornal Folha de Ouro

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com